segunda-feira, setembro 09, 2019

Ações dos Governos para disseminação e uso do BIM no Brasil


Oi pessoal,

resolvi fazer uma apresentação para dar um panorama geral das ações de governos (Federal, Estaduais e municipais) a respeito da disseminação e uso do BIM pelo Brasil.

Espero que possa ajudar com algumas dessas informações.


Governos estaduais e municipais que precisarem de ajuda, para implantação de BIM, assim como órgãos públicos em geral, poderão solicitar minha ajuda e das CBIMs regionais em seu estado para uma conversa inicial, e posteriormente, ações de implantação.

O processo de implantação de BIM em órgãos públicos é uma especialidade minha e do Grupo AJ. Atendemos em todo o Brasil. Basta solicitar através do ZAP 61 99969-4642 ou pelo email alexjusti@alexjusti.com.


BIMTALKs - semana de estruturas

Pessoal,

peço desculpas por não ter postado aqui, mas tivemos 2 semanas só para estruturas em BIM no BIMTALKS....e foi show!!!

Tivemos conversas com:

* Abram e Adriano - Apresentando o TQS
* Rafael Rigoni - Apresentando o Tekla e vários assuntos de estrutura em BIM



* Micheli Koerich - Apresentando o Eberich
* Li Chong  - Apresentando o Autodesk Robot


Entrem no canal e se registrem para receber notificações do BIMTALKs. Não esqueça de dar um LIKE...abraços.

quarta-feira, agosto 28, 2019

BIMTalks - Semana 9 - Normas Técnicas de BIM

Oi pessoal,

passei batido na semana passada aqui pelo Blog e não postei sobre a conversa com o Gustavo Carezzato a respeito de Normas Técnicas de BIM.

Porém, foi uma aula maravilhosa para quem não sabia que já existe NBR de BIM válida aqui no Brasil. De 7 normas, 4 já estão em uso.

Também foi falado do Grupo de Trabalho na ABNT que é aberto a quem tiver interesse em participar, mesmo a distância, pois as reuniões são transmitidas ao vivo pela internet.

Então, quem quiser ver o papo com o Gustavo, pode encontrar a gravação da conversa no meu canal no Youtube no BIMTalks com o Gustavo.


BIMTalks - semana 11 e 12 - Tema Estrutura

Olá pessoal,

peço desculpas pela ausência aqui no blog, pois as ultimas semanas foram puxadas quanto a eventos de BIM pelo Brasil, onde participei de vários.

Só na última semana, foram viagens para Maceió/AL, Campinas/SP, São Paulo (capital) e Teresina/PI. E ainda tenho viagem para Aracajú nesse fim de semana.

E por essa razão, é que não aconteceu o BIMTalks na semana passada.

Para compensar, as duas proximas semanas serão sobre estruturas em BIM.



Na primeira semana, teremos conversas com o Rafael Rigoni (especialista em Tekla) e com a equipe da TQS (Abram e Adriano). Na semana seguinte, teremos o professor Li Chong falando do Robot e o pessoal da AltoQi falando do Eberich.

Nos vemos no BIMTalks na quarta-feira, a partir das 19:00 h

terça-feira, julho 30, 2019

BIMTALKs - Semana 8 - BIM na educação da Arquitetura e da Engenharia

Olá pessoal,

essa semana teremos um assunto importante no BIMTalks. Iremos falar de educação do BIM nas faculdades de arquitetura e engenharia.

Para isso, teremos uma convidada muito especial. A prof. Dra. Regina Ruschel.


O assunto merece um espaço especial separado para essa conversa, visto que temos um problema cultural de formação de estudantes de arquitetura e engenharia que não sabem trabalhar de forma colaborativa e multidisciplinar, sendo fundamental para que o BIM, como metodologia, funcione plenamente.

Incorporar cursos livre de softwares não é uma solução. No máximo, paliativa, em aproximar os estudantes do BIM. Mas, na verdade, deve-se integrar, desde cedo, os alunos aos pilares do BIM, ou seja, Tecnologia, Processos e Pessoas.

Muitas faculdades cometem esse erro. Estão tão preocupadas em oferecer software, que esquecem, ou apenas não sabem como oferecer BIM dentro dos seus programas pedagógicos.

Algumas experiencias tem sido testadas em algumas faculdades, onde alunos de arquitetura interagem com alunos de engenharia. Aliás, é vontade da CBIM Nacional e de suas regionais a criação de uma Rede Nacional de faculdades de arquitetura e engenharia para colaboração entre estudantes. Está em processo de desenvolvimento do projeto e já iniciaram as negociações com várias faculdades pelo Brasil. A CBIM tem trabalhado com o intuito de ajudar a disseminação do BIM no Brasil e ajudar as ações do governo Federal na Estrategia de Implantação do BIM no Brasil.

Convido aos acadêmicos, professores, coordenadores e instituições de ensino de arquitetura, engenharia e construção civil a participarem dos comitês acadêmicos da CBIM em seu estado.

Discutir meios do BIM ser implantado de maneira prática e fácil na academia, com a finalidade de gerar profissionais qualificados para o futuro.

Para completar, diversas instituições de ensino de Pós-graduação já apareceram para oferecer mais conteúdo e formação para especialistas em BIM. É uma boa noticia saber que o Brasil tem tantas instituições que possam especializar nossos profissionais no mercado.

Particularmente, sou dono de um desses cursos. O Master BIM Specialist, integrante do Master BIM Authority, em parceria com a faculdade UNYLEYA, e o Master BIM Modeler, em parceria com a faculdade UNISUAM são oferecidos pelo Grupo AJ. Em paralelo, temos cursos de Pós em BIM ofercidos pelo IPOG, INBEC, ISETEC, CESMAC, entre outros.

Resumindo pessoal....qualifiquem-se.....estudem.....se tivermos profissionais especializados em BIM, conseguiremos colocar para rodar a engrenagem da economia do Brasil que ainda está lenta. Ou seja, nossa resposta à vários problemas está na EDUCAÇÃO.



segunda-feira, julho 15, 2019

BIM Talks - Semana 5 - LOD/LOI e Realidade Aumentada


Pessoal,

nessa semana teremos dois assuntos importantes para serem discutidos. O primeiro assunto será sobre LOD (Level do Detail ou Level of Develpment) e LOI (Level of Information), e o segundo assunto será sobre RA (Realidade aumentada).

Termos dois convidados de ponta falando sobre os assuntos. Rui Raolli e Alan Araujo.

A respeito de LOD, como é amplamente conhecido pelo mundo, criado pela AIA (American Institute of Architects), é uma classificação que define o nível de desenvolvimento do modelo BIM e seus componentes. No Brasil, também chamamos de ND (Nivel de desenvolvimento) por conta dos direitos autorais sobre o termo LOD.

Resultado de imagem para lod

Nível de Desenvolvimento

A definição do LOD é crucial durante a contratação de um serviço em BIM. Deve constar no contrato para evitar problemas com o contratante. Normalmente, a decisão sobre qual LOD será utilizado está definido dentro do BEP (BIM Execution PLAN) onde traz todas as regras de trabalho entre todos os participantes.

Por vezes, ter um objeto BIM com LOD menor, menos detalhado na modelagem, e ter um LOI maior, ou seja, ter um banco de dados com as informações sobre o objeto, é melhor do que investir tempo em modelagem mais detalhada.

Tudo isso dependerá de fatores como uso no planejamento, no orçamento, quem receberá as informações e como serão utilizadas.

Ver o documento usado para classificação no BIM Forum:
Resultado de imagem para lod bim forum
Abrir documento no link: https://bimforum.org/category/articles/

No meu ponto de vista pessoal, vejo a classificação ainda de forma muito livre, dependendo de interpretação dos usuários. Não vejo algo claro, que possa classificar um objeto sendo mais ou menos detalhado para estar numa tabela de classificação.

Sobre Realidade aumentada, são várias as vantagens para a construção civil com o seu uso. Ter um modelo 3D com diversas informações alimentadas no modelo BIM podendo ser visualizadas, manuseadas e controladas pela realidade aumentada faz a construção civil ir para outro patamar.

Resultado de imagem para realidade aumentada


Nessa semana, o BIM Talks acontecerá na quinta, às 19:00 h



quarta-feira, julho 03, 2019

BIM Talks - Semana 4 (sequencia)

Olá pessoal,

antes de mais nada, gostaria de pedir desculpas a todos vocês.

Na semana passada estava programado o BIM Talks sobre orçamento e não aconteceu.

Duas situações aconteceram para eu cancelar de ultima hora. A primeira foi o cancelamento da conversa com o Engenheiro Evandro Vasconcelos, que devido a problemas particulares, não poderia participar. Segundo, foi minha viagem para o 2º SE-BIM em Belo Horizonte. a viagem caiu exatamente no periodo do BIM Talks e não consegui chegar a tempo em Brasilia para a transmissão.

Apesar disso, trago boas notícias, pois o evento em Belo Horizonte permitiu que eu conseguisse novas parcerias para o BIM Talks exatamente no assunto de orçamento.



Dessa maneira, teremos nessa quarta, quinta e sexta apresentações sobre o tema.

Quarta - 19:00 h
Antônio Fascio
CEO da Orçafascio - apresentando o OrçaBIM

Quinta - 19:00 h
Rafael Bahr
Especialista em Gerenciamento de Projetos pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR) e graduado em Tecnologia da Informação pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Atualmente, se dedica a fundamentar e viabilizar a aplicação real do BIM no Brasil através do Rubk®, projeto que visa redefinir a gestão de negócios da construção com BIM 5D. É responsável pela idealização de novos softwares para o mercado da Construção Civil. Desde a identificação de oportunidades e estudo de viabilidade, ao gerenciamento da concepção, é especialista em criar soluções que simplificam a vida das empresas, com foco na inovação, na eficiência e na entrega do retorno sobre o investimento.

Quinta - 20:30 h
Edir Jaques Rodrigues
Especialista da SISPLO - Orçamentos em BIM

segunda-feira, junho 24, 2019

BIM Talks - Semana 4 - Orçamento 5D

Olá pessoal,

nessa 4ª semana do BIM Talks, iremos falar de orçamento 5D.

O uso tecnologia BIM traz grande vantagens para as construtoras na hora de descobrir quanto irá custar uma obra. No processo tradicional de trabalho usando o CAD e planilhas Excel, se colocarmos 5 orçamentistas para fazer o levantamento de quantitativos de um projeto, teremos 5 quantitativos completamente diferentes. E olha que o quantitativo é apenas parte do orçamento.

Usando o BIM, dependerá da qualidade da modelagem e do LOD determinado. Tendo um bom modelo BIM, seguindo critérios de modelagem definidas em um BEP onde todas as regras de modelagem foram informadas, podemos ter quantitativos com ótima qualidade.

Existem vários softwares de orçamento no mercado brasileiro (SIENGE, VOLARE, ARQUIMEDES, COMPOR90, EVOP, ORÇAFASCIO, etc), porem, ainda temos poucos que trabalham em conjunto com modelos BIM.

Destacam-se, nesse caso, o ORÇAFASCIO (ORÇABIM), SISPLO, PRESTO e o VICO.

O vinculo de códigos de composição de diversos sistemas de orçamento existentes no mercado é a chave para a geração de orçamentos baseados em modelos BIM, onde cada empresa tem seu banco de dados com composições e valores, que trabalham em conjunto com os quantitativos gerados com mais qualidade.

Nesse semana, teremos os seguintes convidados:

Antônio Fascio, CEO da Orçafascio, que irá apresentar o OrçaBIM.
Engenheiro Evandro Vasconcelos, da CASAL (Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento do Estado de Alagoas) e Presidente da CBIM AL que apresentará estudo de caso de orçamento comparando resultados retirados com base em projetos em CAD e em BIM. 
Engenheiro Ari Monteiro, da Dharma Sistemas, com palestra Bônus sobre orçamento 5D.

Informação importante: O BIM Talks tem apresentado as transmissões ao vivo sempre às quartas e quintas. Nesse semana, em especial, devido ao 2º SE-BIM em Belo Horizonte/MG, onde irei participar. Devido aos horários de viagem, não teremos as transmissões acontecendo nesses dias. Será exclusivamente na SEXTA (Conversa com o Antônio e Evandro).

A apresentação do Ari Monteiro será gravada, e ficará disponível no meu canal no Youtube.

Da mesma maneira que na semana passada, o evento será liberado, onde o link será informado na minha BIO no Instagram (#justialexander)


sábado, junho 22, 2019

CAU/DF e CBIM propõem uso do “Building Information Modeling” no processo de licenciamento de projetos junto à CAP/Seduh




"(Esq. p/ Dir.) Presidente da CBIM, Alexander Justi; presidente do CAU/DF, Daniel Mangabeira, Secretário da Seduh, Mateus de Oliveira; subsercretário da CAP, Ricardo Noronha, e Secretária Executiva da Seduh, Giselle Moll Mascarenhas.

O presidente do CAU/DF, arq. Daniel Mangabeira, esteve hoje (13/5), pela manhã, na Secretaria de Desenvolvimento e Urbano e Habitação do Distrito Federal (Seduh) para reunir-se com o secretário da pasta, Mateus Leandro de Oliveira; a Secretária Executiva, arq.urb. Giselle Moll Mascarenhas; e o subsecretário da Central de Aprovação de Projetos (CAP), Ricardo Noronha. Esteve presente também o presidente da Câmara Brasileira de BIM (CBIM), arq. urb. Alexander Rodrigues Justi.

O objetivo do encontro foi discutir sobre a implementação de processos de Building Information Modeling (BIM), em português, “Modelagem da Informação da Construção”, no licenciamento de projetos de arquitetura. A proposta surgiu por iniciativa do CAU/DF e da CBIM à Seduh, a qual sugeriu criar um Grupo de Trabalho (GT) que irá definir as fases e o cronograma de execução de cada uma delas.

O BIM não é um software, mas uma metodologia para gerenciar a base do projeto de
construção e os dados do projeto em formato digital ao longo do ciclo de vida da
construção. Por meio da virtualização, modelagem e gerenciamento das atividades, o
projeto arquitetônico se torna muito mais próximo da obra real, facilitando a observação de
possíveis erros e inconformidades."

Fonte: CAU/DF

Entrevista com Rene Ruggeri - Semana 3 - Projeto colaborativo


segunda-feira, junho 17, 2019

BIM Talks - Semana 3 - Projetos colaborativos multidisciplinares

Olá pessoal,

na semana 3 do BIM Talks, iremos falar sobre trabalho colaborativo multidisciplinar.

Uma cultura de trabalho sequenciado entre os arquitetos e engenheiros está enraizada em nossos processos desde a faculdade. Pensamos no trabalho sequenciado por culpa do que aprendemos em nossas faculdades.

Muito dificilmente encontramos alguma faculdade que tenha cadeiras que integrem alunos de arquitetura com alunos de engenharia para aprenderem a trabalhar em conjunto. O resultado disso, nós vemos todos os dias em nossos projetos e obras espalhadas pelo Brasil, ou seja, desperdício, trabalhos mal feitos, atrasos, etc.

Trabalhar de forma integrada, com todos os projetistas, desde o inicio do Estudo Preliminar, é fundamental para o sucesso de um bom projeto, evitando retrabalho e problemas futuros nas obras.

A cultura de trabalho colaborativo multidisciplinar independe do BIM. Já poderia ser utilizada enquanto trabalho em CAD. Porem, sabemos que as várias ferramentas BIM que temos para visualização e analise de projetos em 3D só facilitam as coisas.

É possível mudar o fluxo de trabalho entre os projetistas a fim de que os projetos possam ser desenvolvidos de forma integrada, em conjunto. Ao desenvolver o estudo preliminar, o arquiteto já chama para a mesa de discussão todos os envolvidos (engenheiros de estruturas, engenheiros de instalações, executores, clientes).

Ao lançar o estudo preliminar para ser analisado, criticado e sugerido pelos demais atores, o projeto de arquitetura não será mais mandatário do processo, e irá se adaptar às necessidades ou ideias dos demais projetos.

A conversa começa a acontecer em conjunto, onde todos opinam. E criando uma cultura de colaboração frequente, onde todos os projetos dentro do modelo federado são analisados a cada semana, os problemas vão aparecendo e sendo resolvidos de imediato. Não aguardando a analise do projeto que pode levar dias, ou simplesmente, pode não acontecer. E todos são envolvidos nos problemas, pois a interferência entre duas disciplinas pode ter uma solução que interfira com uma terceira. O problemas não são empurrados adiante para dentro das obras. São resolvidos no projeto e no modelo BIM.

Para isso, a discussão sobre regras de trabalho acordadas com antecedência, com o uso de um bom plano de execução BIM (BEP) é essencial. Não adianta cada participante trabalhar da sua maneira sem acordar com os demais. Deve-se criar um padrão comum entre todos.

A existência de um BIM Manager em conjunto com o Gerente de Projetos é fundamental para a ordem dos trabalhos. Reuniões de colaboração com uso de softwares com o Navisworks para achar os problemas entre os projetos e definir uma ordem de execução na obra, podendo enxergar problemas não vistos como interferências reais, mas como problemas de logística de instalação ou para aumento da eficiência (filosofia LEAN Construction).

Durante essa semana 3 do BIM Talks iremos falar sobre esse assunto com mais detalhes na quarta-feira, 20:00 h, com a entrevista com o Engenheiro Rene Ruggeri, presidente da CBIM MS. 

Como bônus aos participantes ao vivo, teremos uma palestra minha sobre um estudo de caso do projeto colaborativo multidisciplinar que o Grupo AJ coordenou, em parceria com outras empresas de projeto. para o escritório do BID em Manaus/AM.






Entrevista com Patricia Bastos - Semana 2 - LEAN CONSTRUCTION + BIM


Entrevista com Tiago Campestrini - Semana 2 - LEAN Construction + BIM


segunda-feira, junho 10, 2019

BIM Talks - Semana 2 - Lean Construction e BIM

Olá pessoal,


nessa segunda semana do BIM Talks, iremos conversar sobre LEAN CONSTRUCTION (Construção Enxuta) em conjunto com o BIM.

Todos sabemos que a industria da Construção Civil está mal acostumada com a ineficiência. Tanto da parte da área de projetos, quanto da parte de planejamento quanto a parte de execução. O desempenho é ruim, apesar das diversas tentativas para diminuir custos, para aumentar a produtividade e a qualidade, e a tentativa de redução de tempo.

A ineficiência ocasionada por desperdícios de materiais ou pela execução de tarefas desnecessárias geram custos adicionais e comprometem a viabilidade financeira de uma obra.

O principal problema para essa ineficiência é a dificuldade de enxergar o fluxo da produção das ações e a falha na comunicação entre os atores envolvidos em todo o processo.

A utilização do BIM com a modelagem 3D dos projetos é fator de extrema importância para a implantação dos princípios LEAN, visto que permite melhorar a visualização do processo e da suporte para o planejamento e coordenação das ações.

A utilização paralela dos princípios LEAN com o BIM permitem definir a base para o desenvolvimento de um processo de coordenação de equipes, combinando ferramentas BIM com as técnicas LEAN, facilitando a integração das equipes e ações de todos os envolvidos no projeto.


Algumas das melhorias que podemos alcançar através da gestão integrada BIM-LEAN são melhorias no fluxo de trabalho na ordem de 25% para ambas as equipes, redução de atividades sem valor acrescentado em cerca de 30%, e aumento da qualidade e desempenho nos trabalhos. Reduzindo desperdícios significantes para as obras.

Para aumentar a eficiência do processo construtivo, o BIM permite a execução de atividades com melhor planejamento.Evitando desperdícios e retrabalhos.

"Como funciona o LEAN CONSTRUCTION?

Funciona em 4 fluxos, sendo eles:

1 - Fluxo de Montagem: é o modelo adotado nos orçamentos convencionais, que são segmentados pelos produtos intermediários (vigas, paredes, portas), e também nos planos de obra, nos quais são representadas apenas as atividades de conversão.

2 - Fluxo de materiais: Na Construção Enxuta, o fluxo de materiais compreende desde a matéria-prima até o produto final, e é construído por atividades de transporte, espera, processamento ou inspeção.

3 - Fluxo de Informações: Nesta filosofia, estão presentes os processos de natureza gerencial, tais como planejamento e controle e projetos. No caso de processos gerenciais, em vez de materiais, ocorro o transporte, espera, processamento e inspeção de informações.

4 - Fluxo de trabalho: Outro fluxo na produção que necessita ser gerenciado é o fluxo de trabalho. Esse fluxo  trata do conjunto de operações realizadas por cada equipe no canteiro de obras.

Os 4 fluxos ajudam as empresas de construção civil a buscarem melhores resultados e obter benefícios como aumento de confiabilidade de prazos, melhoria da produtividade e também da racionalização nas obras."
Nessa quarta, 12/06, às 20:00 h, teremos uma entrevista com a arquiteta Patrícia Bastos falando sobre Como Implantar o LEAN Office aliado ao gerenciamento de projetos de arquitetura.

Na quinta, 13/06, às 20:00 h, teremos o Engenheiro Tiago Campestrini falando da sua experiencia na junção do LEAN com o BIM.







segunda-feira, junho 03, 2019

BIM Talks - Semana 1 - Implantação de BIM em empresas de projetos

Pessoal,

nessa quarta e quinta (05/06 e 06/06), a partir das 20:00 h , teremos webnários ao vivo comigo e dois convidados especiais que implantaram ou estão implantando BIM em órgãos públicos. Eles irão falar um pouco das dificuldades encontradas e as soluções que permitiram seus departamentos colocarem o BIM para ser executado com suas equipes.


Obs: Cada semana, aqui no blog, e na minha BIO (#justialexander) dentro do Instagram, será apresentado o link do evento da semana. Por isso, fiquem atentos. O evento é completamente gratuito.

O assunto dessa semana é Implantação de BIM em escritórios de projetos. E para isso, vou passar um pouco da minha experiencia no assunto para, principalmente, os marinheiros de primeira viagem.

Para começar, grande parte dos escritórios de projetos inicia o processo de implantação de forma errada. Ou seja, recebem uma informação sobre um software que faz algo diferente e melhor que o AutoCAD e resolve colocar esse software em pratica através de algum estagiário ou algum profissional mais descolado em informática. Se durante esse teste, o mesmo der certo, apresentar bons resultados na comparação com o AutoCAD e outros softwares, então o escritório irá dar atenção ao mesmo.

O segundo erro é buscar apenas informações na internet ou buscar um curso básico sobre um software. Nenhum dos dois métodos gera resultado garantido. O primeiro método é ainda o mais perigoso, pois podemos encontrar de tudo na internet. Ainda mais falando de BIM, por trabalhar com softwares 3D, onde as pessoas usam os softwares para fazer maquete eletrônica, e não BIM.

Para começar, todo o processo interno numa empresa só funciona de cima para baixo, ou seja, na pirâmide hierárquica, só funciona se a diretoria/sócios tomarem a decisão sobre a Implantação e levarem isso para o resto da empresa.

O que vemos é completamente ao contrario. A informação chega na base (estagiários e funcionários) que tentam, as vezes em vão, convencer a diretoria que vale a pena mudar. E se a diretoria não consegue ver o que a sua base viu, com certeza não irão adiante.

Se esse passo foi vencido, e a diretoria está convencida de passar pelos estágios de implantação, então temos grandes chances de dar tudo certo.

O processo de implantação deve ser feito como o planejamento de um projeto, determinando todas as fases do mesmo. Deve ser algo muito bem pensado e planejado. Até porque, é algo grande e custoso. Não é apenas a substituição de um software nas maquinas dos funcionários.

Todos já sabemos as vantagens que o BIM pode nos trazer. Pensando o BIM como um conjunto de elementos. Como pilares de sustentação, onde um não se sustenta sem o outro, temos que ver que o BIM é sustentado por TECNOLOGIA, PESSOAS e PROCESSOS. Dessa maneira, temos que pensar no projeto de implantação pensando nesses três pilares.

Tendo a diretoria tomado a decisão da implantação. Seu primeiro passo é a decisão de como irão fazer. Se será um processo interno, com pessoas da equipe que serão designadas para tal fim ou a busca de um consultor externo que possa fazer esse papel.

As duas opções devem ser pesadas em vários aspectos, onde os aspectos técnico, financeiro e tempo são os que irão pesar mais na balança.

Ter um profissional interno para fazer isso poder ser mais barato. Mas a falta de experiencia nos métodos e processos, pode lhe causar prejuízo financeiro com o tempo a ser desenvolvido e as varias tentativas e erros pelo meio do caminho.

Ter um consultor externo pode ser mais caro, mas poderá trazer um retorno financeiro em questão de tempo no fato de ser mais assertivo nos métodos pois já testou isso vários clientes e pode armazenar a experiencia desses erros para eles não serem mais cometidos. Alem de poupar a mão-de-obra que será necessária para manter o escritório em funcionamento, ainda no período de transição do CAD para BIM, e fazendo tarefas como criação de bibliotecas, templates e documentos técnicos fora do contexto do escritório, enquanto o mesmo dá atenção aos seus clientes e prazos a cumprir.

Durante essa semana, na minha apresentação, irei descrever o processo completo de implantação seguindo os passos do PMBOK. Para quem já estudou GERENCIAMENTO DE PROJETOS, é a base de planejamento para QUALQUER PROJETO, onde iremos analisar diversos aspectos do cliente, como a definição do ESCOPO, RECURSOS HUMANOS, RECURSOS FINANCEIROS, RECURSOS TECNOLÓGICOS, FLUXOS DE TRABALHO, MANUSEIO DA INFORMAÇÃO, RECURSOS DE COMUNICAÇÃO, RECURSOS DE QUALIDADE, entre outros.

Para aqueles que participarem dos seminários ao vivo, terão direito a um E-book com toda a minha apresentação, em detalhes, de como fazer a Implantação de BIM em um escritório de projetos.

Por favor, fiquem a vontade para me seguirem no Instagram (#justialexander) e aguardem por novidades.

Lembrando que, nas sextas, TODAS as apresentações serão disponibilizadas no meu canal no YOUTUBE (Alexander Justi).





BIM Talks - Semana 1 - Implantação de BIM

Na primeira semana do BIM Talks, trago a experiência de alguns convidados e uma experiência pessoal na implantação de BIM em empresas de projetos.





BIM Talks


Olá Pessoal,

Gostaria de apresenta-los ao BIM Talks. Um projeto pessoal onde iremos conversar sobre BIM.

Iniciaremos hoje (03/06/19), e terá, na primeira fase, o total de 12 semanas











sexta-feira, abril 12, 2019

Revit para MAC???

frame_revit_work-450x300

Por Damien Jovica, Redstack

“A espera finalmente acabou para todos os seus usuários Mac e Revit graças ao Frame. Não há mais Bootcamp, Parallels ou alternar entre um PC e Mac, bem, sim, mas não. A Autodesk não tem uma versão do Revit para Mac, mas há um aplicativo chamado Frame que pode ser executado e a Autodesk a certificou para o Revit e AutoCAD.”

frame2

"Frame: executar qualquer software em um navegador" é um aplicativo baseado em nuvem.

Então, pelo que parece, parece bastante simples e custa de US $ 10 a US $ 25 por mês, mais encargos adicionais pelo uso acima dos créditos alocados. Clique aqui para um test drive .

Fonte:https://www.redstackshop.com.au/finally-autodesk-revit-for-mac

Autodesk 2020 – Download dos softwares

Revit 2020

Revit LT 2020
Navisworks Manage 2020

Navisworks Simulate 2020


Autodesk Screencast 3.6 - Utilitário de gravação de tela gratuito para o AutoCAD + LT 2013-2020, Inventor + LT 2014-2020, Revit 2013-2020, Fusion 360, InfraWorks, SimStudio (Win)


http://download.autodesk.com/us/support /files/screencast_app/ScreencastSetup_V3.6.exe

DWG TrueView 2020 :: visualizador gratuito de arquivos AutoCAD DWG, conversor de versões e ferramenta de medição (qualquer versão DWG, incl. DWG2018; para Windows 10 / 8.1 / 7)


https://trial2.autodesk.com/NetSWDL…7D/SFX/DWGTrueView_2020_Enu_64bit_dlm .sfx.exe

Autodesk AutoCAD 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/ACD/DD1F773A-1D42-4410-B712-ADFFB842921D/SFX/AutoCAD_2020_English_win_64bit_dlm.sfx.exe

 
http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020 /ACD/DD1F773A-1D42-4410-B712-ADFFB842921D/SFX/AutoCAD_2020_English_win_64bit_dlm.sfx.exe

AutoCAD LT 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/ACDLT/7F468CAC-1BC9-4C74-8B11-E85973E5059E/SFX/AutoCAD_LT_2020_SWL_English_Win_64bit_dlm.sfx.exe

AutoCAD Architecture 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/ARCHDESK/6B7B4098-B868-4BC5-BAE9-55023FD693EB/SFX/AutoCAD_Architecture_2020_English_Win_64bit_dlm_001_002.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020 /ARCHDESK/6B7B4098-B868-4BC5-BAE9-55023FD693EB/SFX/AutoCAD_Architecture_2020_English_Win_64bit_dlm_002_002.sfx.exe

AutoCAD Electrical 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/ACAD_E/E6E5783E-9B32-4275-AC81-05FEFB14EA74/SFX/AutoCAD_Electrical_2020_English_Win_64bit_dlm_001_002.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020 /ACAD_E/E6E5783E-9B32-4275-AC81-05FEFB14EA74/SFX/AutoCAD_Electrical_2020_English_Win_64bit_dlm_002_002.sfx.exe

AutoCAD Mechanical 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/AMECH_PP/0AF6D34F-9E17-4473-B268-A4E11BC0A93F/SFX/AutoCAD_Mechanical_2020_English_Win_64bit_dlm.sfx.exe

AutoCAD MEP 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/BLDSYS/95E105B8-ECE3-4B07-A05D-4C76E43BD40B/SFX/AutoCAD_MEP_2020_English_Win_64bit_dlm_001_002.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020 /BLDSYS/95E105B8-ECE3-4B07-A05D-4C76E43BD40B/SFX/AutoCAD_MEP_2020_English_Win_64bit_dlm_002_002.sfx.exe

AutoCAD MAP 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/MAP/1666DE37-3355-46E6-A1C8-69AB3F5F0417/SFX/AutoCAD_Map_2020_English_Win_64bit_dlm.sfx.exe

AutoCAD Plant3D 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/PLNT3D/1896C40C-5BF8-4FB2-92D2-1F5D732E992A/SFX/AutoCAD_Plant_3D_2020_English_Win_64bit_dlm_001_002.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020 /PLNT3D/1896C40C-5BF8-4FB2-92D2-1F5D732E992A/SFX/AutoCAD_Plant_3D_2020_English_Win_64bit_dlm_002_002.sfx.exe

AutoCAD Raster Design 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/ARDES/361F4178-3CAC-4794-A841-7FB6F900B33D/SFX/AutoCAD_Raster_Design_2020_English_Win_64bit_dlm.sfx.exe


Inventor Professional 2020: links em inglês:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ro_2020_English_Win_64bit_dlm_001_003.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ro_2020_English_Win_64bit_dlm_002_003.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ro_2020_English_Win_64bit_dlm_003_003.sfx. Exe

Inventor LT 2020: links em inglês:


https://trial2.autodesk.com/NetSWDL…nventor_LT_2020_English_Win_64bit_dlm.sfx.exe

Autodesk Inventor Nastran 2020 (x64)


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/NINCAD/E858B3EC-14C0-4348-A649-7DE22DE14DD8/SFX/Autodesk_Inventor_Nastran_2020_R0_Win64_dlm.sfx.exe

Autodesk Point Layout 2020:


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/PNTLAY/1.2019.03.13/ESD/Autodesk_Point_Layout_2020_Win_32-64bit_pt-us.exe

3DSMAX 2020: Multilanguage:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ds_Max_2020_EFGJKPS_Win_64bit_001_002.sfx.exe


http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ds_Max_2020_EFGJKPS_Win_64bit_002_002.sfx.exe

3ds Max Interactive 2020:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ve_2_2_0_0_EN_Win_64bit_dlm.sfx.exe

AutoCAD Raster Design 2020: Inglês link:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…ter_Design_2020_English_Win_64bit_dlm.sfx.exe

Autodesk SketchBook Pro 2020 v8.6.5:


https://trial2.autodesk.com/NetSWDLD/2020/SBPNL/10AACA17-1C6D-4E1B-B6CE-7E2AAB1568AD/SFX/SketchBook_Pro_2020_ML_Win_64bit_dlm.sfx.exe

Vault Basic: links em inglês:

Vault Basic - Cliente 2020:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…EDDE5723A25/SFX/VBC2020_ENU_64bit_dlm.sfx.exe

Vault Basic - Servidor 2020:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…8CB8A042BBD/SFX/VBS2020_ENU_64bit_dlm.sfx.exe

ReCap Pro 2020.0.1: Link multilíngue:

http://trial2.autodesk.com/NetSWDLD…Cap_600110_Multilingual_Win_64bit_dlm.sfx.exe

quarta-feira, agosto 08, 2018

Erro: "Revit parou de funcionar" e, em seguida, o Revit é fechado

Ao iniciar ou trabalhar no Revit a mensagem "Revit parou de funcionar" é recebido e, em seguida, o Revit é fechado.
um ou mais dos seguintes linhas são encontrados na arquivo de registro gravados pelo Revit antes de fechar o programa:

  • DBG_WARN: falha ao abrir message_queue nomeada 'Session#####_P0MasterQueue' porque não é possível para o sistema localizar o arquivo especificado.: Linha 203 de NOBLE\ManageWorkerServices.cpp
  • DBG_WARN: Falha ao criar message_queue nomeada 'Session####_P0MasterQueue' porque a impulsionar: : interprocess_exception: : library_error: linha 203 de NOBLE\ManageWorkerServices.cpp
  • dbg_warn: falha ao criar sessão####_p0masterqueue message_queue 'nomeados' porque o sistema não pôde encontrar o caminho especificado.: Linha 202 de NoBRE\manageworkerservices.cpp
Causas:
Há uma chave de registro ausentes ou incorreto.
Solução:

Defina o valor correto para a chave de registro afetados ao passar pelas etapas a seguir:

  1. Execute o regedit no menu Iniciar e navegue para os seguintes:

HKEY_Local_Machine - > software - > Microsoft - > Windows - > currentversion - > Explorer - > Shell pastas

  1. Verifique se o seguinte chave existe (dentro de Shell pastas): comum AppData
    • Se a chave não existe criar (clique com o botão direito - > Novo - > valor da sequência de caracteres)
    • Se a chave existe (incluindo ter criado na etapa anterior) verifique se ele contém os seguintes dados (clique com o botão direito em modificar): C:\ProgramData Imagem adicionada pelo usuário
  2. Após efetuar as alterações no registro, reinicie o sistema e teste novamente
Como alternativa:
  1. Você pode criar uma.txtarquivo no Bloco de notas com as seguintes informações:

    Windows Registry Editor Versão 5.00

    [HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Explorer\Shell pastas]

    " comum AppData"= " C:\\ProgramData "

  2. Salve o arquivo *.txt e altere sua extensão para *.reg
  3. Com seu new *.reg file criado, você pode simplesmente clique duas vezes em que a atualização de sua chave de registro com as informações relacionadas
Você pode encontrar tal  *.reg arquivo criado na pasta ZIP anexado a este artigo. Sinta-se à vontade para fazer o download e usar para corrigir o comportamento descrito acima.
Importante: Erros causados ao editar incorretamente o registro do Windows podem inutilizar o sistema operacional do seu computador. Para obter mais informações, leia as informações na Consulte também a seção abaixo.
se as etapas acima não corrigir o comportamento, certifique-se de que você tenha instalado as últimas atualizações do Windows. Por fim, siga as soluções realçada em  este artigo e, em seguida, tente executar o software novamente.
Consulte também:
A Microsoft fornece uma variedade de informações críticas que você precisa saber sobre o registro na Base de Conhecimentos da Microsoft em http://support.microsoft.com.
Use o Microsoft ® Registry Editor somente ao seu próprio risco e somente depois de efetuar o backup do registro, bem como os arquivos system.dat e user.dat como descrito para o sistema operacional na Base de Conhecimentos da Microsoft e na solução relacionados, TS66513. Mais informações sobre o Registro estão contidas nos tópicos de Ajuda do Editor de Registro da Microsoft.
Anexo:

reg_shellfolders_Support.zip

Autoria do texto: Suporte da Autodesk (https://knowledge.autodesk.com/pt-br/support/revit-products/troubleshooting/caas/sfdcarticles/sfdcarticles/PTB/Error-Revit-has-stopped-working-and-then-Revit-2017-shuts-down.html)

FZKViewer para visualização e validação IFC livre, leve e portátil (e conversão)

Vários usuários usam o Tekla BIMsight ou o Solibri para a visualização do IFC, mas existe outra opção gratuita: o FZK Viewer . É apenas um download de 10MB.

Tem uma ferramenta Walk como o Navisworks para facilitar a navegação, e pode até exportar para vários formatos, incluindo:


DXF (Conversão rápida de IFC para DXF)
VRML 2
STEP
Collada
Google Earth
CityGML

Além disso, pode abrir arquivos gbXML e GML.

Ainda pode mesclar arquivos de nuvem de ponto .xyz para a cena

Build 771 link direto:
http://iai-typo3.iai.fzk.de/www-extern-kit/fileadmin/download/download-vrsys/FZKViewer/FZKViewer-4.2-Build-771.zip


Ao abrir um IFC, produz um arquivo de log que pode localizar rapidamente problemas de geometria:

Página de download:
http://iai-typo3.iai.fzk.de/www-extern/index.php?id=2315&L=1

Página principal:
FZKViewer

segunda-feira, julho 30, 2018

CONBIM VIP

Pessoal,

quem participou do CONBIM 3.0 esse ano, pode ter acesso a diversas vantagens nos pacotes do Congresso do meu amigo Alan Araujo, um dos maiores especialistas em BIM do Brasil.

image

Clique na imagem para acesso ao site.

sexta-feira, maio 25, 2018

11ª e 12ª Reunião da CBIM Nacional (Extraordinária)

Pessoal,

Resolvi postar em meu blog uma cópia das definições das reuniões da CBIM (Câmara Brasileira de BIM) que estou presidindo de forma nacional.

Fico muito feliz em saber que, a cada dia, mais pessoas se unem a esse trabalho, com pessoas de todos os cantos do Brasil.

Para acesso às informações, na integra, das definições do Estatuto da CBIM e outras deliberações, entrem no blog da CBIM Nacional em http://cbimbrasil.blogspot.com.br/

Seguem os artigos definidos nas reuniões:

Na reunião de terça-feira, desenhamos o organograma e fluxograma dos comitês regionais e nacionais. Em breve, colocaremos uma imagem do que foi definido, porem, ainda em debate para as próximas reuniões.

Voltando ao Estatuto, debatemos o Capítulo III.

CAPÍTULO III - DA ADMISSÃO DOS ASSOCIADOS

Artigo 12º - A admissão do associado colaborador e apoiador far-se-á pelo Conselho de Administração, mediante a aprovação por 2/3 (dois terços) dos membros presentes nas reuniões ordinárias onde esta será uma das pautas.

Artigo 13º - O candidato a associado deverá preencher a Proposta de Associado, cujo formulário padrão será disponibilizado pela secretaria da CBIM, anexando todos os documentos exigidos no formulário, ou em ambiente virtual para acesso mais rápido ao solicitante.

Artigo 14º - A proposta de associado será deliberada em reunião do Conselho de Administração de cada CBIM Regional, após receber a solicitação via formulário eletrônico e envio de documentos.

Parágrafo primeiro: em caso de dúvidas, a CBIM Regional poderá recorrer à CBIM Nacional.

Parágrafo segundo: em caso de negativa do pedido de associação, o proponente a associado poderá recorrer à CBIM Nacional.

Parágrafo terceiro: após efetivada a associação a documentação do associado será encaminhada à secretaria da CBIM Nacional juntamente com o parecer da CBIM Regional.

a) Para admissão de novos associados, o Conselho de Administração adotará o regulamento interno.

Chamando atenção a quantidade de pessoas participantes nas ultimas reuniões, onde chegamos ao limite máximo do software de vídeo conferencia em 51 pessoas e média de 35 pessoas até às 00:30 e até às 01:00 da manhã…Parabéns para todos os participantes.

terça-feira, maio 22, 2018

CBIM–Câmara Brasileira de BIM

CBIM_NACIONAL

CBIM - Câmara Brasileira de BIM  - montada para discutir politicas públicas de implantação e disseminação do BIM em cada estado e no Brasil, com comitês falando sobre softwares, contratos, licitações, formação acadêmica, processos,etc. Para discussão nacional sobre a criação de normas, certificações de processos, etc. O vínculo (no Facebook) é gratuito. O Trabalho é voluntário. O vínculo à CBIM será pago para manter a nova instituição (com CNPJ) para defender profissionais e empresas, e abrir o mercado quanto à qualificação de pessoas, mudanças nas faculdades, criação de eventos, etc. O Estatuto com regras de participação, de  comitês e de diretoria é baseado na CBIM Nacional
Fazem parte da CBIM membros do COMITÊ FEDERAL (CE-BIM) e da ABDI, levando nossas idéias e solicitações para os membros do governo federal para ajuda-los na implantação do BIM no Brasil.
CBIM BR (localizada em Brasília)


Aos que estão entrando agora, meu nome é Alexander Justi, e sou responsável pela CBIM Nacional. A CBIM foi criada para unir profissionais e empresas em uma instituição sem fins lucrativos que possa representa-los no Brasil e fora do pais, e ajuda-los em questões que governos e conselhos de classe não atuam no que diz respeito ao BIM. Além disso, ajuda-los em questões de mercado, normas, orientações jurídicas, orientações técnicas dos diversos softwares e hardwares ligados ao mercado de BIM, etc.


A CBIM é dividida em regionais existentes para cada estado e Distrito Federal. Cada um com seus diretores e membros. Até esse momento, já ultrapassamos mais de 600 pessoas. Procurem a CBIM Regional onde você mora ou atua....atenção especial ao fato que esses grupos não são para fins comerciais, ou seja, não são para ficar fazendo propaganda......teremos espaços comerciais dentro do novo site que está sendo criado, onde empresas e profissionais poderão se apresentar e divulgar seus produtos.


Estamos na fase de institucionalização da CBIM, ou seja, estamos criando o ESTATUTO com as regras na Câmara. Para isso, todas as terças e quintas, às 21:00 h, realizamos reuniões extraordinárias da CBIM Nacional, através de vídeo-conferencia, para discutir o ESTATUTO. Essas reuniões estão abertas para quem quiser participar. O link da reunião é disponibilizado alguns minutos antes do inicio da reunião aqui no grupo da CBIM Nacional. Em breve, as reuniões voltarão a ser fechadas apenas para os diretores das regionais.....para isso, cada regional precisa ter sua diretoria montada e identificada na planilha do Google Drive disponibilizada as pessoas indicadas ou convidadas para as diretorias.
Passamos a liberar convites de participação para as CBIM regionais para espalhar a noticia e aumentar o efetivo de pessoas em cada regional, porém, através de um erro meu, onde peço desculpas a todos, essa liberação causou transtorno aos diretores pela falta de organização da entrada desses participantes. Por esse motivo, gostaria de contar com a ajuda de vocês para que TODOS possam ser identificados através de algum processo de registro, além de lançarem informativos aos novos membros que chegam nas regionais e aqui na nacional sobre a CBIM. É bastante claro que algumas pessoas entram nos grupos sem ler a introdução sobre a CBIM e acabam caindo de paraquedas dentro dos grupos e perguntando para que serve. Ao mesmo tempo, ao saberem que será pago (baseado em benefícios que estão sendo estudados no estatuto), muitos resolvem sair por não entenderem o real objetivo da CBIM ou por não terem a mesma ideologia de quem já está envolvido desde sua criação.


Esse grupo da CBIM Nacional será um espaço livre para todos os participantes das CBIMs, porem, dentro das regras citadas anteriormente. Nesse espaço, lançaremos informações gerais, que devem ser transmitidas para as CBIM regionais e vice-versa. Para evitar transtornos, foi criado um grupo de WhatsApp apenas dos diretores.


Aos novos participantes, foram criados grupos dos diversos comitês....apenas poderão participar dos comitês as pessoas que foram registradas em suas regionais, mediante autorização dos presidentes das regionais, em listagem a ser enviada para a CBIM Nacional.


Estamos criando os grupos de whatsapp dos Comitês a nível Nacional. No entanto, esses grupos serão compostos  apenas pelos Coordenadores dos Comitês de cada Estado.


Gostaria de saber se já têm definido o Coordenador desse Comitê. Se sim, informem-me para que eu possa adicioná-lo no grupo Nacional. Se não, peço que decidam quem ficará como Coordenador e me comuniquem até o final da semana.


Também foram criados novos Comitês. Segue a lista atualizada:
1 - Tecnologia
2 - Parceriais
3 - Qualidade
4 - Contratos
5 - profissionais
6 - Produção de conteudo
7 - Processos
8 - NBRs
9 - Licitações
10 - Acadêmico
11 - Eventos
12 - Evento BIM Nacional
13 - Certificação BIM
14 - Aprovação de Projeto
15 - Articulações
A lista está aberta para novas ideias.
A ideia é começarmos a trabalhar o quanto antes e ao final de 2018, apresentar um documento final com todas as decisões tomadas nos comitês e juntando todos os documentos de referência nacional criados por nós.


Aos que forem buscar as CBIM Regionais, existem grupos de WhastApp CBIM (regional) para todos os estados e ainda comunidades no Facebook.....se não acharem seus grupos, peçam para mim em PVT que eu ou a Caroline (Vice da CBIM Nacional) iremos ajuda-los em redirecionar vocês para os grupos certos.....cada regional tem seu próprio calendário de reuniões, podendo ser presenciais ou por vídeo-conferencia, para isso, conversem entre si se pretendem ajudar de alguma maneira.


acabei lembrando de outra coisa importante.......para a criação da CBIM, precisamos investir dinheiro no registro do Estatuto em cartório, abrir o CNPJ, pagar contador, montar o site, entre outras contas.....para isso, fizemos uma vaquinha virtual para arrecadarmos R$10.000,00 para esses gastos. Durante uma das reuniões da CBIM Nacional, foi sugerido que cada membro fizesse uma doação de R$20,00 para chegarmos a esse valor, podendo ser doado qualquer quantia na verdade, ficando a critério dos doadores. Todo o valor arrecadado assim como os gastos terá prestação de contas aberta para todos verem. Por esse motivo, solicito ajuda de todos vocês para que possamos ter o montante a fim de pagar essas despesas iniciais.


https://www.vakinha.com.br/vaquinha/investimento-para-despesas-iniciais-da-cbim-nacional

Para continuar acompanhando as decisões da CBIM Nacional, podem seguir o blog http://cbimbrasil.blogspot.com.br/